Deputado Edio Lopes participa do I Simpósio sobre Alternativas para o Agronegócio em Roraima

Autoridades, pesquisadores e produtores do agronegócio estiveram reunidos na manhã desta sexta-feira, 30, na Fazenda Novo Horizonte, região do Água Boa, para discutir soluções para o setor em Roraima.

A convite da organização do evento, o deputado federal Edio Lopes (PL/RR) esteve presente e colocou-se à disposição como parceiro nas lutas pelo desenvolvimento do agronegócio da Amazônia. “Vivemos um momento crucial em que o mundo está com suas atenções voltadas para nossa região por causa das queimadas. Se não tivermos uma reação inteligente podemos ter as atividades agrícolas engessadas na Amazônia”, afirmou o parlamentar.

Com experiência na agricultura familiar, o deputado Edio disse ser conhecedor das dificuldades no setor e se colocou à disposição para tratar dos assuntos relacionados a esta problemática junto do Governo Federal. “Nós agimos sob demanda e vocês produtores têm o conhecimento para nos instruir na busca de soluções”, disse o deputado.

Edio citou a questão fundiária de Roraima como um dos pontos a serem resolvidos de uma vez por todas pelo Governo Federal. “Este problema atrapalha a emissão de licenças e a busca de financiamentos que fomentam o setor”, frisou. Lembrou ainda que encabeçou a luta pela implantação da Área de Livre Comércio no Estado, que hoje propicia a compra de equipamentos agrícolas com isenção de impostos PIS, CONFINS, entre outros, pelos agricultores.

O deputado Edio falou também da necessidade de formar profissionais capazes de melhorar as atividades do setor com conhecimento. Lembrou que Mucajaí terá, a partir de fevereiro de 2020, seu Polo de Ensino Superior e que três dos oito cursos que serão oferecidos pela UFRR e IFRR serão relacionados a área.

“A necessidade de mudança da matriz econômica de Roraima perpassando pela agricultura é ponto pacífico e estamos no momento oportuno para tratar disso. Contem comigo na buscar de soluções, encampem propostas que estaremos junto com vocês nesta luta”, finalizou Edio Lopes.

Nosso mandato é participativo!