TSE aprova mudança de nome do Partido da República para voltar a ser chamado de Partido Liberal

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou no início deste mês a troca do nome do Partido da República (PR), que agora volta a se chamar Partido Liberal (PL). O (PR/RR) confirma que a decisão da nomenclatura foi autorizada em sessão do TSE, conforme definido em Convenção Nacional Partidária, em fevereiro deste ano, onde a alteração da legenda foi acolhida pela maioria dos filiados presentes.

O Partido Liberal foi criado em 1985, pelo idealizador e saudoso professor Álvaro Valle. Educador por natureza, veio daí a tradição histórica do partido na defesa dos professores, posição esta que os parlamentares da bancada liberal estão mantendo na Reforma da Previdência.

Em 1989, o PL teve como candidato a Presidência da República, o deputado federal Afif Domingos (PL/SP). Foi só em outubro de 2006 que a sigla teve o nome modificado para Partido da República (PR), resultado de uma fusão do PL ao Partido da Reedificação da Ordem Nacional (Prona), constituído pelo inesquecível Enéas Carneiro.

“Nós nunca nos afastamos do pensamento liberal. Nosso programa e manifesto na fundação do PL confessavam, claramente, a convicção liberal”, esclareceu o Presidente Nacional do PR/PL, José Tadeu Candelária, ao ressaltar a peculiaridade do liberalismo que orientou o PR e orientará o Partido Liberal: “somos e seremos sempre os liberais humanistas, conforme ensinou o saudoso deputado Álvaro Valle, ao formular a doutrina do liberalismo social”.

Nosso mandato é participativo!