Deputado vota contra requerimento de urgência para criação de fundo para financiamento de campanhas eleitorais

Durante a votação das propostas que tratam do custeio das campanhas eleitorais, ontem, 3, o deputado federal Edio Lopes (PR/RR) foi um dos seis da bancada de Roraima que votou contra o requerimento de urgência para a apreciação da proposta do Senado Federal, para a criação de Fundo Especial para Financiamento de Campanha (FEFC – PL 8703/17), estimado em R$ 1,7 bilhão.

“O Brasil vive um momento de extrema dificuldade e já existe o fundo partidário que tem previsão orçamentária para 2018 de quase R$ 900 milhões. Seria um insulto o Congresso criar um novo fundo específico para financiar campanhas eleitorais, quando nós sabemos da dificuldade financeira no País nas áreas de educação, saúde, com pacientes deitados em corredores de hospitais, e segurança pública”, salientou o parlamentar.

O prazo final para que as mudanças eleitorais sejam aplicadas nas eleições de 2018 é dia 7 de outubro.

Publicado em 04/10/2017

Nosso mandato é participativo!