Após viagem oficial ao Japão, Edio Lopes destaca parceria do Brasil com potência asiática

O deputado participou do Programa de Intercâmbio organizado pelo Japão para que parlamentares brasileiros conhecessem mais a relação do Brasil com o país. Foto: Divulgação

Durante oito dias o deputado federal Edio Lopes (PR/RR) esteve em viagem oficial ao Japão para conhecer um pouco mais do país asiático. O Governo Japonês foi o responsável por custear 100% das despesas da viagem que teve como objetivo apresentar aos participantes brasileiros a atual relação bilateral entre os dois países, além da geopolítica e cultura do Japão.

Edio Lopes atua na Frente Parlamentar Brasil – Japão que tem como objetivo estreitar as relações entre os dois países em áreas como tecnologia, sustentabilidade, medicina e cultura. A comitiva composta por 11 parlamentares do Congresso Nacional Brasileiro percorreu importantes cidades japonesas e foram recebidos por uma série de autoridades.

“Um dos momentos mais aguardados foi nosso encontro com as altezas imperiais japonesas. O príncipe e a princesa Akishino nos receberam no palácio oficial e foram muito cordiais. É importante destacar que é incomum que os príncipes japoneses recebam deputados federais de outros países. O momento demonstrou a importância da nossa visita ao Japão e como é relevante para eles manter a relação histórica com o Brasil”, argumentou Lopes.

Para compreender a relação bilateral Brasil- Japão e atual geopolítica do país, os parlamentares brasileiros também foram recebidos por autoridades como o vice-ministro de Relações Exteriores do Japão, Hiroshi Takano, e o presidente do Parlamento Japonês, deputado Tadamori Oshima.

Ambos apresentaram, respectivamente, o cenário da relação comercial entre os dois países e a busca de uma unificação de legislação especial para tratar sobre questões como direito de nacionalidade igualitária para filhos de brasileiros que nascem no Japão. “Temos que ajustar as leis para que os descendentes de brasileiros, em querendo, tenham direito a nacionalidade japonesa e possam gozar de direitos como há no caso de descendentes de japoneses que vivem no Brasil”, ponderou. O Japão é o terceiro maior país a receber a comunidade de brasileiros no exterior, enquanto que o Brasil é o país com a maior população de origem nipônica fora do Japão.

Para o deputado federal outro ponto importante da viagem foi conhecer mais as tecnologias da potência asiática. “Visitamos empresas gigantes no cenário atual, como a NEC –  umas das maiores provedoras globais de soluções integradas de Tecnologia da Informação e Comunicação – além da visita às instalações de uma das maiores empresas do setor de reciclagem de resíduos, situado na Província de Saitama, onde 96% do lixo que chega é reaproveitado. ”Impressiona a forma como os japoneses lidam com a tecnologia para favorecer toda a sociedade. Sem dúvidas é uma nação que nos dar um belo exemplo”, constatou o parlamentar.

Cultura Japonesa

Parte da viagem custeada pelo Governo Japonês também foi reservada para apresentar aos convidados do Brasil um pouco mais da tradicional cultura japonesa. “O Japão tem uma história riquíssima. Um educação e organização impecável e isso foi um grande aprendizado. O governo quis reforçar ao máximo sua cultura e por isso programou uma série de visitas a locais históricos”, explicou o deputado, referindo-se à cidade de Hiroshima.

“Foram algumas horas que pudemos conhecer mais sobre o ataque atômico que devastou a cidade de Hiroshima em 1945. A memória daquele ataque ainda está muito presente naquela cidade e isso, do ponto de vista histórico, foi bastante significativo e tocante para todos nós”, comentou.

Em Kyoto a comitiva teve a oportunidade de se hospedar em um hotel rigorosamente japonês para vivenciar a realidade de centenas de famílias do Japão. “Para nós brasileiros é uma realidade bem diferente, tudo lá foi novidade: a alimentação, os hábitos e a linguagem distinta. Foi uma ocasião bem animada e educadora”, lembrou o deputado roraimense.

O parlamentar concluiu que a experiência foi uma forma de fortalecer as bases históricas das duas nações, como também uma forma pessoal de entender a relação entre os países. “A visita ao Japão permitiu-me uma nova visão da importância de incrementarmos ainda mais nossos laços históricos entre os dois países, sobretudo nas áreas de tecnologia, infraestrutura, agricultura, ambiente e turismo.”

Nosso mandato é participativo!