Normandia: Comunidade da Raposa comemora conclusão dos açudes de piscicultura

A chegada dos primeiros 60 mil alevinos que irão povoar os tanques da terra indígena da Raposa foi motivo de festa para os indígenas. Foto: Sirley Barros

A comunidade da Raposa, localizada dentro Terra Indígena Raposa Serra do Sol, no município de Normandia, recebeu com festa o deputado federal Edio Lopes no último fim de semana. O parlamentar é o autor da emenda que custeou a implantação do projeto de piscicultura em comunidades indígenas da região e por isso fez questão de participar da soltura dos primeiros 60 mil alevinos nos tanques na comunidade.

A entrega dos alevinos foi uma etapa significativa dentro do projeto de piscicultura, pois já nos próximos meses, a população da Raposa terá a sua disposição um alimento de qualidade e que vai ajudar no desenvolvimento econômico dos moradores a partir da comercialização dos peixes.

O evento organizado pela Secretaria de Ação Social da Prefeitura de Normandia contou com a presença do prefeito do município, Jairo Araújo, da primeira dama e secretária de Ação Social, Neila Carvalho, do líder indígena e ex-prefeito do município, Orlando Justino e o tuxaua da comunidade, Domiciano Raposo. O presidente da Associação dos Municípios de Roraima (AMR) e prefeito de Amajarí, Moacir Mota, um dos gestores municipais pioneiros a trabalhar com projetos de piscicultura em terra indígena, também esteve presente, além de tuxauas de outras comunidades beneficiadas com o projeto.

Segundo o deputado Edio, outros açudes ainda deverão ser construídos em pelo menos mais 30 comunidades de Normandia. “Estamos dando continuidade ao programa de construção de açudes para criação de tambaqui em terras indígenas. Nosso objetivo é melhorar a qualidade da alimentação dentro das comunidades e também contribuir para o desenvolvimento econômico com a comercialização dos peixes”, afirmou o parlamentar.

O tuxaua da comunidade Domiciano Raposo agradeceu o empenho de Edio Lopes em ajudar as comunidades indígenas de Roraima. “O deputado Edio Lopes se empenhou para ajudar nossa comunidade e esse projeto traz um grande beneficio para nosso povo, por isso ficamos gratos e garantimos que vamos dar continuidade a esse grade projeto, que veio para ajudar nossa gente a se desenvolver e viver melhor. ”

De acordo com o prefeito Jairo Araújo, a comunidade da Raposa vive um momento histórico, uma nova caminhada para os povos indígenas do seu município. “Quero registrar o meu sentimento de gratidão ao deputado Edio Lopes pela realização desse grande projeto que vai mudar a vida das nossas comunidades”, reforçou o prefeito.

Para o presidente da AMR e prefeito de Amajarí, Moacir Mota, um dos pioneiros na piscicultura em área indígena, que foi ao evento acompanhado dos tuxauas de comunidades que já concluíram a implantação do projeto em seu município, essa é uma grande oportunidade para os povos indígenas. “No Amajarí nossos açudes já estão produzindo, temos o peixe para alimentar nossas comunidades. Estamos aqui em Normandia participando da implantação desse projeto que será de grande importância para o desenvolvimento local e vai ajudar na complementação da merenda escolar e a gerar renda com a venda do peixe”, explicou. E agradeceu o trabalho do deputado: “Queremos agradecer ao deputado Edio Lopes pelo seu empenho em ajuda os municípios de Amajarí e Normandia a se desenvolver e a melhorar a vidas nas comunidades indígenas”, afirmou.

Já o líder indígena e ex-prefeito de Normandia Orlando Justino, disse que esse é um momento histórico para seu povo, pois segundo ele, com a implantação do projeto os indígenas podem conseguir o progresso.  “Estamos vivendo um momento histórico e inovador já que esse é projeto ambicioso que requer muita atenção e envolvimento de todos os participantes e principalmente da comunidade. Esperamos que esse projeto melhore a vida dentro das nossas comunidades.”

Para o idealizar do projeto, a entrega dos alevinos foi o começo de um novo e importante ciclo para a região: “O que estamos fazendo aqui é a consolidação de um sonho, com a participação da prefeitura e das comunidades indígenas. Consolidamos aqui um projeto que será a curto prazo o inicio da redenção econômica da comunidade da Raposa”, finalizou o deputado. 

Nosso mandato é participativo!